Internacional

Trump declara emergência nacional nos Estados Unidos por coronavírus

Já são quase dois mil casos

13/03/2020 16h49Atualizado há 3 meses
Por: Fabrício Vieira
Fonte: Globo.com
Washington, EUA
Washington, EUA

WASHINGTON — O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou estado de emergência no país para enfrentar a epidemia do novo coronavírus. Trump, que vem sendo criticado pela falta de acesso aos testes, também prometeu disponibilizar por meio de um parceria com o sistema privado 1,4 milhões de exames até a semana que vem e até cinco milhões até o fim do mês. Os casos nos EUA superaram os 1.800 e o número de mortos subiu para 41.

No começo da semana, o presidente já havia anunciado a suspensão todos os voos da Europa para os Estados Unidos por 30 dias, em razão da pandemia. Em resposta,  diversos turistas americanos correram a aeroportos na Europa para tentar voltar ao país.

—  Eu estou oficialmente decretando uma emergência nacional. A ação que estou tomando vai abrir caminho para U$ 50 bilhões para estados e territórios

Apesar da parceria anunciada para ampliar o acesso aos exames, Trump afirmou que só devem fazer os testes aqueles que se encaixam em critérios. 

—  Nós não queremos todos fazendo o teste, isso é totalmente desnecessário.

Trump invocou a Lei Stafford, que capacita o Agência Federal de Gerenciamento de Emergências a coordenar a resposta a desastres e ajudar os governos estaduais e locais. 

Nesta sexta-feira, o primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez também anunciou que irá declarar formalmente estado de emergência no sábado. O governo de Portugal, por sua vez, decretou estado de alerta para mobilizar o serviço de proteção civil, a polícia e o Exército em seus esforços para controlar a pandemia. Com o objetivo de limitar a propagação do vírus, o governo português aprovou quase 30 medidas de exceção, dentre elas a interdição de praias no Norte do país e o fechamento, a partir de segunda-feira, de creches, escolas e universidades.

Entre os 10 países com mais casos, sete estão na Europa. Depois da Itália, a Espanha é a quinta, com 4.334, e a Alemanha está no sexto lugar, com 3.156, seguida pela França, com 2.882.